Radio Atalaia FM Rio. Aperta o Play!


quarta-feira, 14 de outubro de 2020

Ônibus do metrô na superfície passam a aceitar pagamento por aproximação nesta quinta-feira

 Ônibus do metrô na superfície passam a aceitar pagamento por aproximação nesta quinta-feira

Recurso está presente em cartões de débito, pré-pago e crédito ou dispositivos habilitados, como celulares, relógios e pulseiras, e descarta a necessidade de compra do bilhete físico


Pagamento por aproximação - Divulgação

  Rio - Passageiros poderão efetuar o pagamento da passagem diretamente nos validadores dos ônibus do Metrô na Superfície (MNS), a partir desta quinta-feira, usando a tecnologia de pagamento por aproximação. O recurso está presente em cartões de débito, pré-pago e crédito ou dispositivos habilitados, como celulares, relógios e pulseiras, e descarta a necessidade de compra do bilhete físico.


  A iniciativa, de acordo com o MetrôRio, desestimula o uso de dinheiro em espécie, reduz filas e está também alinhada com as medidas que podem ajudar a prevenir a disseminação do novo coronavírus. O MNS é uma extensão do metrô que é realizada por meio das linhas de ônibus nas estações Botafogo e Antero de Quental, no Leblon, com destino à Gávea. Clientes dos cartões Elo com tecnologia NFC também poderão realizar o pagamento das tarifas nos ônibus do Metrô na Superfície (MNS).


  Para usar o pagamento por aproximação, basta aproximar do validador da catraca o cartão de crédito, débito ou pré-pago ou o dispositivo móvel habilitados com a tecnologia NFC. No primeiro embarque, o passageiro verá no visor do validador o valor correspondente à tarifa cheia do metrô. Ao continuar a viagem da estação para o MNS ou vice-versa, ele aproximará seu cartão ou dispositivo na catraca seguinte e verá novamente o valor, porém, o correspondente a somente uma tarifa será lançado pelo MetrôRio em sua fatura.


  De acordo com a empresa, o recurso permite economia de tempo para o cliente e maior fluidez no embarque. A cobrança da tarifa será debitada diretamente na fatura ou na conta corrente, sem custo adicional ou taxas. Os clientes também podem usar seus cartões Visa e Elo em carteiras digitais como Apple Pay, Google Pay e Samsung Pay, para pagar sua passagem por aproximação.


  A implantação foi feita em parceria com a Visa. O projeto é o primeiro de integração tarifária que aceita pagamentos por aproximação na América Latina, já que a tarifa será cobrada somente na primeira passagem, no momento do embarque nos ônibus ou no acesso às estações. O cliente poderá completar a viagem em um intervalo de até duas horas sem uma nova cobrança. Assim, mais pessoas terão acesso à conveniência, praticidade e segurança do serviço, antes restrito às 41 estações das três linhas do metrô carioca.


  A gerente de Comunicação e Responsabilidade Social do MetrôRio, Simone Pfeil, destaca as vantagens do pagamento digital por meio do sistema de aproximação para os clientes que utilizam o serviço. "Ampliar o pagamento por aproximação para o Metrô na Superfície é uma das iniciativas dos processos de inovação e transformação digital desenvolvidos pela concessionária. Nosso objetivo é oferecer ao cliente uma experiência com qualidade e facilidade, dando mais comodidade com o uso de novas tecnologias”, explicou.


   “A possibilidade de integração das tarifas, como estamos fazendo entre os ônibus e o metro do MetrôRio, mostra a robustez e a flexibilidade por trás da tecnologia que a Visa apoiou a implementação, com seus parceiros. Temos absoluta certeza que mais pessoas passarão a utilizar essa solução graças a essa novidade e poderão experimentar as facilidades por trás do pagamento por aproximação, como agilidade, praticidade e segurança”, conta Marcelo Sarralha, diretor executivo de Soluções da Visa do Brasil.


  Desde abril do ano passado, quando o MetrôRio passou a oferecer aos cariocas e turistas a possibilidade de pagamento por aproximação direto nas catracas, já foram feitas mais de um milhão de transações NFC no sistema. A maior parte, 63%, foi feita por meio de cartões. Já os pagamentos feitos por outros dispositivos habilitados como celulares, relógios e pulseiras, por exemplo, foram responsáveis pelos outros 37% do total.


Por O Dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

1° Conferência de Mulheres. na Igreja ADMVR em Jacarepaguá RJ.

  Vem aí 1° Conferência de Mulheres 25 Setembro as 18hs na Igreja ADMVR em Jacarepaguá Direção Neylma Neylma Preleitora Dra Iradi Coutinho ...