Radio Atalaia FM Rio. Aperta o Play!


quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Vendedor de ossadas de cadáveres do Cemitério Ricardo de Albuquerque é preso em flagrante

Vendedor de ossadas de cadáveres do Cemitério Ricardo de Albuquerque é preso em flagrante
Crânio e ossos eram vendidos para práticas de rituais religiosos


Homem foi preso em flagrante com um crânio e dois ossos retirados de covas
Divulgação


Rio - Policiais Civis da 31ª DP (Ricardo de Albuquerque) prenderam em flagrante, na noite da última segunda-feira, Luiz Silas dos Santos Brandão, com um crânio e dois ossos retirados de covas do Cemitério Ricardo de Albuquerque, na Zona Norte do Rio. Luiz Silas estava indo ao encontro de um possível comprador para vender e entregar as ossadas.


Um crânio era vendido por R$ 300 e outros ossos pela quantia de R$ 100. Segundo o preso, as ossadas seriam utilizadas em rituais religiosos. Luiz Silas disse aos policiais que não era funcionário, mas fazia limpeza do lado de fora do cemitério e recebia pequenas quantias de pessoas que faziam rituais religiosos no local. Há cerca de três anos, um homem, que, segundo Luiz, não é funcionário, mas presta serviço ao cemitério, perguntou se ele queria lhe ajudar na venda de ossadas humanas retiradas de covas que tinham proprietários e ele aceitou.


O delegado Fabio Souza, titular da 31ª DP, disse ao DIA que estão investigando se há a participação de funcionários do Cemitério Ricardo Albuquerque na comercialização de ossadas de cadáveres.


Luiz Silas foi condenado em flagrante pela prática de vilipêndio de cadáveres, segundo o Código Penal.



POR O DIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

1° Conferência de Mulheres. na Igreja ADMVR em Jacarepaguá RJ.

  Vem aí 1° Conferência de Mulheres 25 Setembro as 18hs na Igreja ADMVR em Jacarepaguá Direção Neylma Neylma Preleitora Dra Iradi Coutinho ...