Radio Atalaia FM Rio. Aperta o Play!


segunda-feira, 2 de novembro de 2020

Candidato à reeleição, vereador Zico Bacana é baleado na cabeça no Rio

 


Candidato à reeleição, vereador Zico Bacana é baleado na cabeça no Rio


  • Segundo informações da assessoria do parlamentar, tiro pegou de raspão; ele foi encaminhado ao Hospital Carlos Chagas e estado de saúde é estável


O vereador e candidato à reeleição Jair Barbosa Tavares, o Zico Bacana (Pode) foi baleado de raspão na cabeça em Ricardo de Albuquerque, na Zona Norte do Rio de Janeiro, na noite desta segunda-feira, 2. Outras duas pessoas morreram.

O parlamentar foi socorrido e encaminhado ao Hospital Carlos Chagas, também na Zona Norte do Rio. De acordo com assessores, o estado de saúde do vereador dele estável e ele está consciente.

O candidato à reeleição pela Câmara dos Vereadores do Rio estava fazendo campanha no Bar do Xuxa, no bairro da Zona Norte, quando foi alvo de um atentado, de acordo com sua assessoria.

As circunstâncias do caso ainda não foram esclarecidas pelas autoridades. A Polícia Civil do Rio confirmou apenas que outras duas pessoas foram mortas a tiros no episódio. A identidade delas não foi informada.

Por meio de nota na noite de hoje, a polícia disse que as investigações serão feitas pela Delegacia de Homicídios da Capital (DHC). “Diligências seguem em busca de informações que ajudem a identificar os autores do crime”, afirma o comunicado.
Procurada, a Secretaria Estadual de Saúde (SES), que gerencia a unidade hospitalar, não se manifestou. Ainda de acordo com a assessoria do político, a Polícia Militar teria se negado a prestar socorro. Procurada por VEJA, a assessoria da PM ainda não foi localizada para comentar o assunto.

Zico Bacana está em seu primeiro mandato na Câmara dos Vereadores do Rio. Ele concorre à reeleição nas eleições de 2020.

Ex-policial militar, o vereador foi citado no Relatório Final da CPI das Milícias em 2008.

Ele prestou depoimento à Polícia Civil do Rio no contexto das investigações dos assassinatos da vereadora Marielle Franco (Psol) e de seu motorista, Anderson Gomes. Suas conexões com os paramilitares também foi investigada no inquérito que apura o duplo homicídio ocorrido no Estácio, região central do Rio, em março de 2018.

Por Veja

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

1° Conferência de Mulheres. na Igreja ADMVR em Jacarepaguá RJ.

  Vem aí 1° Conferência de Mulheres 25 Setembro as 18hs na Igreja ADMVR em Jacarepaguá Direção Neylma Neylma Preleitora Dra Iradi Coutinho ...