Radio Atalaia FM Rio. Aperta o Play!


quarta-feira, 3 de março de 2021

Após comparar passageiros com "gado", prefeito diz que Rio vai assumir o BRT

 Após comparar passageiros com "gado", prefeito diz que Rio vai assumir o BRT

Prefeitura tem como objetivo também aprimorar problemas que foram agravados durante pandemia da covid-19


Wikimedia Commons
Prefeitura do RJ assume gestão do BRT

Nesta quarta-feira (03), o prefeito do Rio de Janeiro , Eduardo Paes, definiu que a prefeitura assumirá administração do BRT. Segundo Paes, o município ficará responsável até que se encontre uma empresa para conduzir o transporte, que atualmente é de responsabilidade do consórcio BRT. O prefeito ainda declara que os passageiros são tratados como “gado” e tem como objetivo solucionar os problemas que foram agravados pela pandemia da covid-19 . As informações foram apuradas pelo Extra. 


“Essa não é uma decisão permanente. É para licitar, e não para devolver depois, como fez o Crivella (com a intervenção). É um meio para depois licitarmos. Eles tratam a população como gado. Não é uma encampação. Não queremos uma CTC no BRT”, declarou o prefeito. 


Paes ainda ressalta que, quando o transporte foi inaugurado durante seu primeiro mandato em 2010, o sistema contava com cerca de 400 ônibus. Atualmente, o prefeito alega que são somente 200 ônibus disponíveis, a metade do número de veículos. Também foi citada as estações que se encontram fechadas e disse já ter comunicado o consórcio sobre nova decisão da prefeitura. 


“Eu disse que faríamos de qualquer jeito. Ou de forma pacífica, ou mais dura. Já há uma percepção do sistema da incapacidade de manter o BRT adequado. A conversa foi boa. Não votamos alternativas”, disse Eduardo Paes. 


Os consórcios que serão alterados, fazem parte da BRT Rio , uma sociedade de propósito específico (SEP), originada em 2019 para gerenciar serviço. São eles:  

- Transcarioca:  Barra da Tijuca e Jacarepaguá, zona oeste; 

- Santa Cruz: Campo Grande, Santa Cruz e outros bairros da Zona Oeste;  

- Internorte: bairros da Zona Norte. 


Paes afirmou já ter entrado em contado com Ministério Público estadual sobre caso e que um aditivo será feito no contrato. Segundo o prefeito, ainda não foi estabelecida uma data para o início da gestão da prefeitura , porém, a expectativa por parte do município é de que transição acontecerá em até quatro semanas. 


“É uma proposta inegociável por parte da prefeitura. Transição sem sofrimento ao usuário. Botar o BRT para funcionar será a minha olimpíada neste mandato”, finalizou. 


Porém, Paes não explicou como irá funcionar o processo de transição de gestão. A decisão de intervir sobre a situação do BRT acontece um dia após a empresa demitir cerca de 100 funcionários, incluindo motoristas. 


POR IG ULTIMO SEGUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

1° Conferência de Mulheres. na Igreja ADMVR em Jacarepaguá RJ.

  Vem aí 1° Conferência de Mulheres 25 Setembro as 18hs na Igreja ADMVR em Jacarepaguá Direção Neylma Neylma Preleitora Dra Iradi Coutinho ...