Radio Atalaia FM Rio. Aperta o Play!


quarta-feira, 27 de maio de 2020

Rio de Janeiro

Deputados entram com pedido de impeachment contra Wilson Witzel
Pedidos protocolados hoje na Alerj tem como base informações da Operação Placebo, realizada ontem pela Polícia Federal

Por Maria Clara Matturo*

Rio de Janeiro - RJ - 26/05/2020 - Operaçao Policial - PF cumpre mandados em operaçao contra desvios na Saude na residencia oficial de Witzel - A Poicia Federal faz, desde o inicio da manha desta terça-feira, a Operaçao Placebo, que investiga desvios na area da Saude do estado durante a pandemia do novo coronavirus (covid-19). Os agentes estao em 11 endereços residenciais e comerciais do Rio e de Sao Paulo, dentre eles o Palacio Laranjeiras, residencia oficial do governador Wilson Witzel (PSC), na Zona Sul do Rio, para onde foram enviadas pelo menos cinco viaturas da PF - na foto, governador Wilson Witzel faz pronunciamento - Foto Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia - Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia

Um novo pedido de impeachment contra o governador Wilson Witzel foi protocolado na manhã de hoje. O documento foi apresentado pela bancada bolsonarista na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e levou em consideração informações reveladas na Operação Placebo, da Polícia Federal, que aconteceu ontem.

Na operação desta terça-feira, a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão no Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador, e afirmou que tem como objetivo “apurar indícios de desvios de recursos públicos destinados ao atendimento do estado de emergência de saúde pública de importância internacional, decorrente do novo coronavírus no estado".

O documento com o pedido de impeachment foi assinado pelos deputados Doutor Serginho, Anderson Moraes, Alana Passos, Márcio Gualberto, Renato Zaca e Coronel Salema. "O próprio ministro Benedito Gonçalves, do STJ, reconheceu que há indícios robustos de fraudes e de que o governador Wilson Witzel está envolvido. É isso é crime, a Alerj precisa agir", afirmou a deputada Alana Passos, do PSL.

Os deputados estaduais Luiz Paulo e Lucinha, do PSDB, também protocolaram um pedido de impeachment na Alerj hoje. O documento também foi baseado nas informações da Operação Placebo e listou como crimes de responsabilidade: "a improbidade administrativa pela malversação de dinheiro público, conforme argumentos do despacho judicial do Ministro Benedito Gonçalves na operação Placebo e os fatos pretéritos ligados à operação Favorito todos na Secretaria estadual de Saúde, em plena pandemia do coronavírus".
Atualmente, existem cinco pedidos de impeachment contra o governador protocolados na Alerj.

*Estagiária sob supervisão de Waleska Borges

Por Maria Clara Matturo* O DIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Faça parte dos nossos encontros de Mulheres Vitoriosas .ADVEC Campinho RJ

  Nosso encontros têm sido cada vez mais especiais e marcantes. Estamos nos fortalecendo em Deus e, juntas, nos preparando para tudo o que ...