Radio Atalaia FM Rio. Aperta o Play!


segunda-feira, 15 de junho de 2020

Eu Prefiro Confiar Mesmo sem Entender!,

                                                           Missionária Jeane Silva



Ninguém quer uma pandemia! Claro! 
Apesar de alguns tentarem lucrar com ela, no fim, 
ninguém quer doença nem o medo dela, muito menos morte e sofrimento. 
Porém, já que o caso está dado e temos que, não apenas conviver com ele,
mas, sobreviver a ele, é cada vez mais necessária a reflexão sobre estes tempos terríveis 
que nos leve a atitudes de superação com vistas não apenas a resolver 
o presente mas a construir um futuro sustentável.
Há um texto belíssimo do apóstolo Paulo, no Novo Testamento da Bíblia cristã, 
uma das últimas cartas que escreveu, dirigida aos cristãos que estavam em Roma, que diz:
Porque sabemos que toda a criação, a um só tempo, geme e suporta angústias até agora. E não somente ela, mas também nós, que temos as primícias do Espírito, igualmente gememos em nosso íntimo, aguardando a adoção de filhos, a redenção do nosso corpo. Porque, na esperança, fomos salvos. Ora, esperança que se vê não é esperança; pois o que alguém vê, como o espera? (Carta aos Romanos 8.22-24).
Paulo refere-se à criação de Deus, a terra habitada, dizendo que ela geme, sofre angústias, e com ela todas as pessoas que a habitam. Naquele tempo, vivia-se a opressão e a exploração do Império Romano. Hoje, é o império do capital e dos que dele se alimentam que oprime e explora a criação.
Teólogas e teólogos têm alertado há muito tempo sobre os gemidos da terra explorada. Alertam que os seres humanos, apesar de serem portadores de um chamado divino para cuidarem e guardarem o Eden, símbolo maior da integridade da Criação de Deus, desprezaram e negligenciaram essa tarefa. Os homens se tornaram a própria ameaça da Terra, nossa Casa Comum, por meio da exploração abusiva dos seus recursos, do maltrato ao seres não-humanos e do descaso com os seus iguais. Isto representou a consolidação de um modelo de vida baseado na cobiça, na competição e no consumo sem medida, no lucro gerador de injustiça e ausência de paz.
Cientistas explicam que as pandemias estão conectadas a estas questões ecológicas. Epidemias virais sempre surgem na relação da sociedade humana com a vida selvagem, de uma dominação de humanos sobre animais. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Faça parte dos nossos encontros de Mulheres Vitoriosas .ADVEC Campinho RJ

  Nosso encontros têm sido cada vez mais especiais e marcantes. Estamos nos fortalecendo em Deus e, juntas, nos preparando para tudo o que ...