Radio Atalaia FM Rio. Aperta o Play!


sexta-feira, 23 de outubro de 2020

OMS diz que países devem considerar eficácia da vacina, e não nacionalidade

 OMS diz que países devem considerar eficácia da vacina, e não nacionalidade

Organização reforçou que, independentemente do local onde o imunizante é desenvolvido, nenhuma vacina será aprovada enquanto os 'mais altos padrões' não sejam atingidos



Vacinas avançam no mundo
AFP


   São Paulo - A porta-voz da Organização Mundial de Saúde (OMS), Margaret Harris, comentou nesta sexta-feira que os governos devem considerar a eficácia e segurança de uma possível vacina contra a Covid-19 e não a nacionalidade do produto.


  "Não é sobre a nacionalidade, é sobre ciência", disse ela em resposta ao colunista Jamil Chade, após declaração do presidente Jair Bolsonaro que voltou a afirmar que o Brasil não compraria uma vacina "da China" e mencionou o "descrédito" do país.


  A OMS reforçou que, independentemente do local onde o imunizante é desenvolvido, nenhuma vacina será aprovada enquanto os "mais altos padrões" não sejam atingidos. O presidente, todavia, afirmou em entrevista anterior que não investirá na vacina ainda que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária aprove o produto.



POR IG - SAÚDE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Faça parte dos nossos encontros de Mulheres Vitoriosas .ADVEC Campinho RJ

  Nosso encontros têm sido cada vez mais especiais e marcantes. Estamos nos fortalecendo em Deus e, juntas, nos preparando para tudo o que ...