Radio Atalaia FM Rio. Aperta o Play!


quarta-feira, 18 de novembro de 2020

Covid-19: vacina da Pfizer tem 95% de eficácia em fase final de testes

 Covid-19: vacina da Pfizer tem 95% de eficácia em fase final de testes

Farmacêutica anunciou nesta quarta-feira, 18, que irá iniciar o processo de registro emergencial do medicamento junto à agência reguladora americana


Farmacêutica americana Pfizer disse no domingo que seria sua última oferta Dan Kitwood/Pool/Getty Images/VEJA 

A farmacêutica Pfizer e a empresa de biotecnologia BioNTech anunciaram nesta quinta-feira, 18, que obtiveram resultados atualizados da fase 3 dos estudos para uma candidata a vacina para Covid-19.   A análise apontou que o fármaco é 95% eficaz contra o novo coronavírus a partir do 28º dia de aplicação. Resultados conhecidos na semana passada apontavam para 90% de eficácia, agora, a análise divulgada na data de hoje aponta para um fármaco com uma taxa de sucesso um pouco maior. 


Estes resultados levam em conta 170 casos confirmados, 162 deles no grupo que recebeu medicamento placebo e outros 8 que receberam a vacina. “A eficácia foi consistente em dados demográficos de idade, sexo, raça e etniA, em adultos com mais de 65 anos de idade foi superior a 94%”, diz o comunicado.  Foram detectados dez casos severos no estudo, nove deles no grupo de placebo e um no que efetivamente recebeu a vacina. 


Em relação a segurança, a vacina foi bem tolerada sem efeitos adversos graves. O maior efeito colateral aferido foi fadiga (com 3,8 de ocorrência) e dor de cabeça (com 2%) de ocorrência. 


As empresas anunciaram que vão enviar um pedido de registro de emergência à Food and Drug Administration (FDA), a agência reguladora de medicamento nos EUA, em alguns dias.   “Os resultados do estudo marcam um passo importante nesta jornada histórica de oito meses para apresentar uma vacina capaz de ajudar a acabar com esta pandemia devastadora. Continuamos avançando na velocidade da ciência para compilar todos os dados coletados até agora e compartilhar com os reguladores em todo o mundo¨ , disse o Dr. Albert Bourla, Presidente e CEO da Pfizer.


A empresa planeja produzir, globalmente, 50 milhões de doses da vacina ainda em 2020 e 1.3 bilhão de doses até o fim de 2021. 


Por Mariana Rosário

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Faça parte dos nossos encontros de Mulheres Vitoriosas .ADVEC Campinho RJ

  Nosso encontros têm sido cada vez mais especiais e marcantes. Estamos nos fortalecendo em Deus e, juntas, nos preparando para tudo o que ...