Radio Atalaia FM Rio. Aperta o Play!


domingo, 1 de novembro de 2020

Hemorio cria nova campanha após alerta vermelho para doação de sangue

 Hemorio cria nova campanha após alerta vermelho para doação de sangue

Unidade deu início a estratégias para captação dos doadores com objetivo de reverter a queda nos estoques


Estudo mostra que 28% dos que doaram sangue recentemente apresentaram anticorpos
Cléber Mendes

Rio - O Hemorio entrou em alerta vermelho neste mês de outubro com a queda de quase 10% nas doações de sangue em comparação ao mesmo período do ano passado, o hemocentro entrou em estágio crítico e acionou medidas de controle como a convocação de doadores via e-mail e telefone, além da realização de uma nova campanha para mobilizar a população.


Neste sábado, o Hemorio fez uma publicação nas redes sociais em alusão ao Halloween. "Isso é para você sentir terror de verdade nesse Dia das Bruxas. A realidade é SEMPRE mais cruel do que a ficção", escreveu o hemocentro na legenda da publicação que tinha um vídeo mostrando o banco de sangue quase vazio. 


Uma nova campanha é feita pela instituição após o alerta vermelho. Batizada de Sangue Novo e feita em parceria com o Brownie do Luiz e Felipe Neto, o objetivo é apresentar aos mais jovens a importância sobre a doação de sangue aos 16 anos, idade inicial autorizada para as doações.


Iniciada no Dia das Crianças a campanha apresentou diariamente vídeos educativos sobre a importância da doação de sangue que foram direcionados aos pais com filhos em idade adequada para doar e também aos jovens a partir de 16 anos.


Em média, o Hemorio tem disponibilidade para receber até 500 doadores por dia, quantidade suficiente para atender toda a rede pública do RJ. Para uma situação regular, é necessário que o Hemorio disponha de pelo menos 300 bolsas de sangue diariamente.


A doação neste momento é fundamental para garantir suporte as principais emergências, maternidades e unidades de saúde do Estado do Rio, que retomaram as cirurgias eletivas.


“Desde o início da pandemia, outubro registrou o menor número de doadores por dia e, por conta disso, precisamos muito que as pessoas lembrem da doação e voltem a procurar os hemocentros. Com a retomada das cirurgias eletivas a necessidade por bolsas de sangue cresce progressivamente e um baixo número de doações pode impactar na realização desses procedimentos", explica Luiz Amorim, Diretor Geral do Hemorio.


POR O DIA 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Faça parte dos nossos encontros de Mulheres Vitoriosas .ADVEC Campinho RJ

  Nosso encontros têm sido cada vez mais especiais e marcantes. Estamos nos fortalecendo em Deus e, juntas, nos preparando para tudo o que ...